Educação

Professores da rede estadual de ensino ameaçam greve

Valor concedido fica abaixo do índice do Piso Salarial Nacional.Read More

Professores da rede estadual de ensino ameaçam greve

Professores e funcionários da rede estadual de ensino ameaçam entrar em greve, em data a ser definida, em protesto contra o reajuste salarial concedido pelo governador Ricardo Coutinho (PSB). Segundo a Associação dos Professores de Licenciatura Plena da Paraíba (APLP), valor concedido fica abaixo do índice do Piso Salarial Nacional.Read More

O governo do estado, por sua vez garante que o aumento foi de 20%. De acordo com o anunciado, o piso salarial do professor de carreira será de 1.525,00 para 30 horas, 20% a mais do valor recebido em dezembro de 2014, que foi de R$ 1.273,00.

A direção da APLP rebate e já agendou para esta quarta-feira (28) plenárias nas sedes regionais  (Campina Grande, Patos, Sousa e Cajazeiras) a partir das 09 h, para avaliar e discutir o reajuste.

Na quinta-feira (29) está marcada uma assembleia geral na sede do sindicato, em João Pessoa, às 9h, para decidir os rumos que a categoria deve seguir. O clima é de indignação entre a categoria.

Já o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadores em Educação do Estado da Paraíba (Sintep/PB) também agendo  assembleias regionais   para discutir e avaliar a proposta do Governo . As assembleia acontecem no dia 13 de fevereiro.

Nos encontros, de acordo com a direção do sindicato, todas as decisões de luta serão acertadas.

O Sintep, lembra que o Piso Salarial Nacional na Integralidade é um direito de todos os Trabalhadores/as da Educação. Vamos fazer parte dessa luta, para fazer valer o índice do Governo Federal.

A assembleia regional da Primeira Região acontecerá às 9 horas no auditório do Sintep-PB, na Rua Professor José Coelho, 61, Centro - João

Click PB

Comentários