Concursos e Emprego

Humberto Costa critica projeto da terceirização

Ele acusa PSDB de trair os trabalhadores

Humberto Costa critica projeto da terceirização

Ao fazer duras críticas ao projeto aprovado na Câmara que regulamenta a terceirização (PL 4.330/2004), o senador Humberto Costa (PT-PE) acusou o PSDB de ter se unido a "outras forças conservadoras para derrotar o trabalhador brasileiro".

Em discurso no Plenário nesta quinta-feira (23), o parlamentar ressaltou que, sob o comando do presidente da legenda, senador Aécio Neves (MG), os tucanos, pressionados pela opinião pública, chegaram a ensaiar um voto contrário ao projeto, mas "iludiram a população".

— O PSDB mostrou de que lado está: contra os trabalhadores e suas conquistas sociais. A orientação partiu exatamente do presidente, Aécio Neves. O partido diz uma coisa em público e se articula com o que há de mais conservador para enterrar conquistas trabalhistas — afirmou.

Humberto Costa garantiu que do jeito que foi aprovado pela Câmara, o projeto não passará no Senado, se depender do PT. O partido considera a proposta uma "violência social", que vai produzir um regime paralelo de empregos precarizados.

— Nós do PT não aceitamos esse tipo de violência social. É nossa obrigação assegurar a proteção do emprego direito na atividade finalística. Não há qualquer negociação que possamos abrir sobre atividade-fim das empresas. Ou ela sai do projeto ou votaremos contra — advertiu.

Ainda segundo Costa, se aprovada, a proposta permitirá a superexploração do trabalhador, o que não pode ser solução para o problema econômico.

— Essa formula já foi aplicada e experimentada. Só dissemina miséria e desigualdade social — afirmou.

Foto: www.cnf.org.br

Agência Senado

Comentários